Quadrilha que fraudava concursos será julgada pela Justiça Federal

irmaos-metralha-1024x662Uma quadrilha de Minas Gerais que fraudava processos seletivos de instituições públicas e privadas de ensino superior será julgada pela Justiça Federal. A competência foi declinada pela 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça daquele estado ao apreciar os recursos dos réus nos quais pediam liberdade. Eles estão presos desde o ano passado.

Segundo os autos, em 24 de novembro de 2014, sete integrantes da quadrilha foram presos pelos crimes de organização criminosa, estelionato, falsidade ideológica e também por ingressarem fraudulentamente em certames públicos. O grupo foi investigado por aproximadamente seis meses por meio de interceptações telefônicas.

A quadrilha obtinha ilegalmente vagas em instituições públicas e privadas, em vários estados e em diferentes concursos, incluindo o Exame Nacional do Ensino Médio — o Enem, que aconteceu nos dias 8 e 9 de novembro de 2014. Para facilitar a entrada de estudantes no curso de medicina, cobravam valores que variavam de R$ 70 a 200 mil.

O desembargador Doorgal Andrada, relator do caso na 4ª Câmara Criminal, entendeu que a ação deveria ser julgada pela Justiça Federal, pois a investigação abarca delitos conexos cometidos contra órgãos pertencentes à União, já que a suposta fraude se deu em provas de concursos nacionais, como o Enem de 2014. De acordo com o magistrado, como as condutas atribuídas aos acusados afrontam diretamente interesse da União, o julgamento da causa foge à competência da Justiça Estadual. Com informações da assessoria de imprensa do TJ-MG.

Fonte: Revista Consultor Jurídico, 8 de fevereiro de 2015

Marinha abre 2.200 vagas em novo concurso

O novo concurso público, com 2.200 vagas, foi aberto pela Marinha. A seleção admite candidatos com nível fundamental para as Escolas de aprendizes-marinheiros.

As inscrições vão de 10 de fevereiro a 9 de março, pelo site www.ensino.mar.mil.br ou
www.ingressonamarinha.mar.mil.br. A taxa custa R$ 15. Do total de chances, 440 são para candidatos negros.

Haverá provas objetivas em Brasília, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará, Pará, Maranhão, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Amazonas. O concurso conta ainda com inspeção de saúde e teste de aptidão física. As datas ainda serão definidas.

O curso tem início em 26 de janeiro de 2016 e dura 11 meses. Os alunos podem ser lotados uma das quatro escolas, situadas nas Cidades de Fortaleza/CE, Recife/PE, Vitória/ES e Florianópolis/SC. Eles recebem R$ 680 por mês durante as aulas, e, ao final do curso, serão promovidos a cabo, com salário de R$ 1.950. Após cinco anos neste posto, quem quiser subir para sargento deve fazer outro curso de habilitação, com duração de dois meses. Neste caso, a remuneração passa a ser de R$ 3.080.

Polícia Civil do DF abre período de inscrições

Tem início nesta segunda-feira (9/2) o prazo para que os interessados em participar do concurso da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) se inscrevam. Os cadastros podem ser feitos até o dia 16 de março, pelo site da Fundação Universa. São, ao todo, 417 vagas distribuídas em três cargos.

Do total de chances abertas pela polícia, 200 são para delegado (100 chances imediatas e 100 para cadastro reserva), 157 para papiloscopista (50 imediatas e 107 para cadastro) e 60 para perito médico-legista (20 vagas imediatas e 40 para cadastro). As inscrições começam no dia 9 de fevereiro e vão até 16 de março, pelo site www.universa.org.br. As taxas vão de R$ 168 a R$ 192.

As provas objetivas para o posto de delegado serão aplicadas no dia 17 de maio; e as discursivas em 9 de agosto. Os peritos, por sua vez, terão os exames objetivos e discursivos em 31 de maio. E os candidatos a papiloscopista serão testados no dia 24 de maio.

Para ser delegado é preciso formação superior em direito, e três anos de prática jurídica ou atividade policial. Quem tem qualquer curso de nível superior pode concorrer a papiloscopista. E formados em medicina podem concorrer ao posto de perito – é preciso ainda registro no conselho de classe.

Segundo os editais, quem passar para delegado ou perito recebem R$ 15.370,64, enquanto papiloscopistas têm salário de R$ 8.284,55. Cinco por cento das chances são reservadas a deficientes.

A seleção será composta ainda por exames biométricos e avaliação médica, sindicância de vida pregressa e investigação social, e curso de formação profissional (composto por mais de 400 horas/aulas). Aspirantes a delegado ainda farão prova oral e de títulos; quem quiser ser perito fará apenas prova de títulos. A Fundação Universa é a banca responsável pela aplicação das fases.

Os testes físicos serão compostos por teste dinâmico de barra fixa, flexão abdominal, meio sugado, e corrida de 12 minutos.

Fonte CorreioWeb

Funarte abre edital de concurso público com 50 vagas

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) divulgou no Diário Oficial da União, desta sexta-feira (28/2), edital de abertura para novo concurso público. A oferta é de 50 vagas de níveis médio e superior. A fundação Getúlio Vargas é a banca organizadora do certame. Do total de vagas, 5% estão destinadas a candidatos com deficiência.

São 28 chances para nível superior, para os postos de contador, administração e planejamento, instrutor circense, cenógrafo, psicólogo e fisioterapeuta. O vencimento é R$ 4.247,82. As 22 vagas restantes estão destinadas a candidatos de nível médio. Neste caso, os postos são de contrarregra, assistente administrativo, operacional administrativo, assistente técnico e assistente financeiro, com remuneração de R$ R$ 2.818,02.

As provas objetivas para todos os postos serão aplicadas no dia 11 de maio, nas cidades de Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Rio de Janeiro/RJ e São Paulo/SP. Para o posto de instrutor circense será aplicada prova prática, no Rio de Janeiro/RJ, com a data ainda não divulgada. Os aprovados serão lotados nas mesmas cidades de realização da prova.

Interessados podem se inscrever de 10 de março até dia 3 abril, pelo site da FGV. As taxas custam R$ 70 e R$ 100. O concurso é válido por um ano, a partir da data da homologação, podendo ser prorrogado por mais um ano.

Fonte: Correioweb

Valparaíso de Goiás adia inscrições para concurso

Conforme previsto por este blog, o Concurso Público de Valparaíso de Goiás-GO, carecia de inúmeras correções e por esse motivo, a comissão responsável pelo certame “comunica a todos os interessados que o Concurso Público aberto por meio do Edital n.º 001/2014 está sobre analise da comissão para possíveis adequações para melhor atender ao bem coletivo e interesse público.”

O certame, que será realizado pelo Instituto Cidades prevê a contratação de diversos profissionais de nível médio e superior, entre os quais Secretario Escolar, Agente e Assistente de Educação, Técnico em edificações e Técnico em Raio X, Assistente Social, Biólogo, Veterinário, Farmacêutico e professores.

As dúvidas caem sobre diversos itens. No Anexo I, a redação dada para os pré-requisitos para Orientador Educacional são “Ensino Superior Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Administração, Planejamento, inspeção, supervisão ou orientação educacional ou de pós graduação.” Não deveria ser “Ensino Superior com Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Administração, Planejamento, Inspeção, Supervisão e/ou Orientação Educacional ou Licenciatura Plena em outras áreas com Pós-graduação em Orientação”? A parte “ou de pós-graduação” ficou meio deslocada.

Em relação ao conteúdo das provas, a novidade é a inclusão da Informática para todos os cargos de nível superior, exigência incomum para alguns cargos e a cobrança de Didática apenas para professores de português. Não seria apenas para Pedagogos, o que aliás já está sendo cobrado para os professores de 1ª fase? Um equívoco com certeza.

A quantidade de vagas impressiona: 673 para Professor 1º ao 5 º ano com cadastro reserva de 2019 só para citar um exemplo.

Os salários variam de R$ 759,16 a 2.069,06.

As inscrições se iniciam em 21 de fevereiro de 2014 e vão até 17 de março de 2014.

Leia  aqui o Edital.

Fonte: http://andrebrito.wordpress.com

Abertas inscrições para concurso da Secretaria de Cultura

Abertas inscrições para concurso da Secretaria de Cultura Começam nesta segunda (10) as inscrições para o concurso público da Secretaria de Cultura, que oferecerá 100 vagas de nível médio e superior nas mais diversas áreas de atuação, além de formação de cadastro reserva.

O salário inicial é de R$ 5.999,99 para nível superior e R$ 4.160,00 para o nível médio, como regime de trabalho de 40 horas semanais. As inscrições seguem até 12 de março e custam R$ 58 (superior) e R$ 42 (médio).

As 100 vagas serão dividas em: 50 para técnico de atividades culturais (nível médio), com especialidade de agente administrativo, e 50 para analista de atividades culturais (nível superior), nas mais diversas áreas.

A realização do concurso, de acordo com o secretário de Cultura, Hamilton Pereira, materializa o compromisso do governo Agnelo com a recuperação institucional dos organismos do Estado e com a valorização dos servidores públicos do DF. Há 26 anos a Cultura não tinha um concurso público.

“A Secretaria de Cultura qualificará os serviços que vem prestando à população para garantir eficiência a esses serviços indispensáveis à qualidade de vida do DF e daqueles que nos visitam”, esclarece o secretário.

Os candidatos de nível superior serão avaliados por provas objetivas, discursivas e avaliação de títulos, enquanto os que irão concorrer a vagas de nível médio farão somente provas objetivas. As provas serão realizadas no dia 3 de maio (nível superior) e em 18 de maio (nível médio).

Com o concurso, a Secretaria de Cultura pretende responder as demandas imediatas de profissionais para poder melhorar o

 

atendimento nas áreas de preservação e conservação do patrimônio, implementar um sistema de museus, fortalecer as políticas de livro e leitura, implementar a lei de incentivo e fortalecer a Rádio Cultura.

Veja o edital completo

 

Senac de Luziânia – GO seleciona Auxiliar Administrativo e Supervisor Pedagógico

Senac de Luziânia - GO seleciona Auxiliar Administrativo e Supervisor PedagógicoEstão abertas as inscrições para o processo seletivo 024/2014 do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), destinado à contratação de dois profissionais para o Centro de Educação Profissional (CEP) de Luziânia.

A primeira oportunidade é para Supervisor Pedagógico e requer formação superior em Pedagogia, Letras, Psicologia ou História; experiência comprovada de dois anos na área de ensino ou em atividades pedagógicas; docência em ensino fundamental; docência em cursos de formação inicial ou continuada, supervisão de cursos ou coordenação de equipes; entre outros requisitos listados em edital. A remuneração é de R$ 3.144,42 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais.

Já a outra chance é para Auxiliar Administrativo e exige ensino médio completo, experiência mínima de seis meses em funções técnico-administrativas, domínio do pacote Office e internet e desejável conhecimento em rotinas administrativas, arquivo, correspondências e controle. O salário oferecido é de R$ 1.530,26 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais.

Para participar da seleção, os interessados devem se inscrever até o dia 21 de fevereiro de 2014, das 9h às 20h, no CEP de Luziânia, localizado na Alameda Santa Maria, esquina com a Alameda do Teatro, Área Especial, nº 1, Setor Aeroporto. No local, é necessário apresentar a documentação exigida em edital e efetuar o pagamento da taxa, no valor de R$ 15,00 para Auxiliar Administrativo e de R$ 20,00 para Supervisor Pedagógico.

Haverá avaliação específica, dinâmica de grupo, avaliação de informática, avaliação de potencial, entrevista psicológica, entrevista técnica e análise curricular, de acordo com o cargo pretendido. Data, horário e local de realização de cada etapa estão especificados nos respectivos cronogramas.

Este processo seletivo terá validade de dois anos, contados a partir da data de homologação do mesmo.

Para mais informações, consulte o edital completo.

As vagas podem ser preenchidas ou alteradas sem aviso prévio.

Fonte: www.go.senac.br

Senac – GO abre seleção para Instrutores em Luziânia e Cidade Ocidental

Senac - GO abre seleção para Instrutores em Luziânia e Cidade OcidentalO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) está com inscrições abertas para o processo seletivo 018/2014, destinado à contratação de quatro Instrutores para o Centro de Educação Profissional (CEP) de Luziânia e Cidade Ocidental.

As oportunidades estão divididas entre os cursos de Técnico em Estética Corporal e Estética Facial, Técnico em Informática, Balconista de Farmácia e Manicure/Pedicure, com remunerações que variam de R$ 20,00 a R$ 25,00 por hora-aula prestada. Para exercer o cargo, o profissional deve possuir escolaridade e experiência compatíveis com o curso a ser ministrado, conforme as exigências do edital.

Para participar da seleção, basta se inscrever até o dia 13 de fevereiro de 2014, das 9h às 20h, no CEP de Luziânia, localizado na Alameda Santa Maria (esquina com a Alameda do Teatro, área especial, nº 01). No local, é necessário apresentar a documentação exigida em edital.

Todos os participantes serão selecionados por meio de avaliação específica, micro-aula, avaliação prática, entrevista técnica e análise curricular. A avaliação específica está prevista para o dia 15 de fevereiro de 2014, às 9h, no CEP de Luziânia.

Este processo seletivo terá validade de dois anos, contados a partir da data de homologação do mesmo.

Para mais informações, consulte o edital completo.

A vaga pode ser preenchida ou alterada sem aviso prévio.

Fonte: www.go.senac.br

Curso de Prevenção dos Problemas Relacionados ao uso de Drogas – Capacitação para Conselheiros e Lideranças

logo_esud

Estão abertas até 15 de abril as inscrições para a 6ª Edição do Curso de Prevenção dos Problemas Relacionados ao uso de Drogas – Capacitação para Conselheiros e Lideranças Comunitárias. O Curso é oferecido gratuitamente na modalidade de ensino a distância e tem como objetivo capacitar os participantes para atuarem na prevenção do uso do crack, álcool e outras drogas. As aulas vão de julho a novembro de 2014, totalizando 120 horas ao longo dos quatro meses de duração.

A 6ª edição do Curso oferece 40 mil vagas para candidatos de todo o Brasil. Podem se inscrever Conselheiros atuantes nos Conselhos Municipais de Segurança, sobre Drogas, Tutelar, Direitos da Criança e do Adolescente, Educação, Saúde, Assistência Social, Conselhos Escolares, Juventude, Idoso e Trabalho, Conselho de Segurança Comunitária e Líderes Comunitários atuantes em ações de prevenção ao uso de álcool e outras drogas. Também poderão participar desta edição Policiais, Agentes Comunitários de Saúde e demais profissionais diretamente envolvidos na questão da prevenção ao uso de drogas no país.

O Curso é promovido pela Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas do Ministério da Justiça – SENAD/MJ em parceria com Universidade Federal de Santa Catarina. Para mais informações e inscrições, acesse: nute.ufsc.br/conselheiros6/

http://conselheiros6.nute.ufsc.br/?p=132

 

Prefeitura de Luziânia e IBEG são acionados por irregularidades

O promotor de Justiça Julimar Alexandro da Silva propôs ação civil pública contra o município de Luziânia e o Instituto Brasileiro de Educação e Gestão (Ibeg), empresa contratada para a realização de concurso público para a Secretaria Municipal de Educação, por irregularidades no certame. Entre as medidas cautelares é requerido que o Ibeg seja obrigado a providenciar cópia das provas de todos os candidatos aprovados no certame, correspondente a todas as fases; cópia digitalizada das provas de todos os candidatos participantes do concurso público, com as respectivas atas de correção, e a relação completa da pontuação atribuída a todos os participantes do certame, no prazo de 15 dias.

Estas medidas visam sanar irregularidades apontadas em inquérito instaurado pelo Ministério Público quanto à correção das provas e a classificação dos candidatos participantes da seleção. O MP-GO iniciou a investigação em março deste ano, a partir de informações de que alguns concorrentes teriam sido aprovados com notas abaixo do mínimo exigido no certame.

Contudo, em resposta a questionamento da Promotoria de Justiça, a Secretaria Municipal informou que o certame transcorria na mais absoluta normalidade, apontando que as nomeações dos aprovados estavam sendo realizadas de acordo com a legislação e a previsão do edital. Também foi encaminhada a relação de todos os candidatos aprovados e eliminados no certame.

Com base nesta relação, a candidata Marilene Gomes dos Santos sustentou que havia candidatos que não alcançaram os requisitos mínimos exigidos no certame, já que o edital previa que o candidato seria aprovado caso obtivesse o mínimo de 50% dos pontos de cada parte da prova e média superior ou igual a 60% dos pontos totais das provas.

Questionada novamente pelo MP, a secretaria alegou que, em 9 de janeiro de 2011, a organizadora do concurso alterou o Edital nº 1/2011 (item 7.2), retificando o critério de aprovação dos candidatos, que passariam a ser aprovados caso atingissem o mínimo de 40% do pontos de cada parte da prova e média superior ou igual a 50% dos pontos totais da prova. Com esta alteração, o resultado da prova, que foi aplicada no dia 5 de fevereiro daquele ano, gerou outra listagem de aprovados, agora considerando as novas regras para aprovação.

Ciente desta informação, a candidata Marilene dos Santos informou que não tomou conhecimento da retificação, mas que, de acordo com esse novo critério de avaliação, ela teria que ter sido considerada aprovada, o que não ocorreu, pois seu nome não constou na lista. Além disso, em diligência realizada pelo Ministério Público, verificou-se que a retificação das inscrições apresentada pela Secretaria Municipal de Educação, “encontra-se aparentemente alterada, uma vez que no edital publicado na época não constava o item 7, apenas até o item 5.4.8”.

Contrariando a previsão do edital, todas as informações a respeito do concurso, que deveriam estar no endereço eletrônico http://www.ibeg.org.br, constavam no endereço eletrônico http://www.ibegconcursos.com.br, incluindo a retificação.

Sobre as irregularidades constatadas, a secretária de Educação, Jaqueline Aparecida dos Santos Cristóvão, limitou-se informar ao MP que não conhecia os fatos, pois “nos anos de 2011 e 2012 não ocupava o cargo de secretária municipal de Educação”.

Erro no sistema
Quanto à reprovação da candidata Marilene dos Santos, que, de acordo com os novos critérios de seleção teria alcançado notas mínimas exigidas no certame, a organizadora do concurso alegou que, “por erro de nosso sistema de correção de provas”, a candidata havia sido eliminada. Mas, na verdade, foi aprovada.

Entretanto, o promotor ressalta que, pela documentação do inquérito e pela informação prestada pelo município, todos os aprovados no concurso público já foram convocados, como aliás, foi reconhecido no ato da assinatura do termo de ajustamento de conduta firmado com o MP-GO.

Pedidos
Além dos pedidos cautelares, o promotor Julimar da Silva requereu que o Ibeg seja obrigado a revisar as correções de todas as provas aplicadas no concurso público e, ao município de Luziânia, que promova a nomeação e respectiva posse da candidata Marilene dos Santos, sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

No mérito da ação, é pedido que o Ibeg seja obrigado a declarar, via edital e mediante ampla publicidade, o resultado da revisão das correções de todas as provas aplicadas no concurso público. Ao município é pedida a condenação para que nomeie e emposse todos os candidatos declarados aprovados em decorrência da revisão e exonere todos os candidatos não aprovados no certame, a partir da revisão. Clique aqui e confira a íntegra da ação. (Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)